Arquivo da categoria: Acção Sindical

Actividade e acção sindical

“Prémio” COVID-19 –Hospital de Évora discrimina enfermeiros do serviço de urgência geral

hospitalO SEP teve conhecimento, no âmbito do Decreto-Lei n.º 101 B/2020, de 3 de Dezembro, que “Atribui uma compensação aos trabalhadores do Serviço Nacional de Saúde envolvidos no combate à pandemia da doença COVID-19.”– Prémio de desempenho COVID-19, que o hospital procedeu ao pagamento do referido prémio. Continuar a ler

TECNOVIA não pagou subsídio de natal

Até ao presente momento a TECNOVIA – Sociedade de Empreitadas, S.A. ainda não procedeu ao pagamento do Subsídio de Natal aos seus trabalhadores.

Ora o pagamento referido acima, é devido aos trabalhadores e deveria ter sido liquidado de acordo com a legislação geral de trabalho e no art.º 40º nº5 do CCT entre a AECOPS e a nossa Federação-FEVICCOM, até dia 15 de Dezembro.

Esta situação, a juntar-se ao reiterado atraso no pagamento da retribuição mensal aos trabalhadores, têm provocado diversas complicações na gestão mensal dos seus compromissos perante terceiros (ex. cumprimento de pagamentos de créditos pessoais eou habitação) e até algumas penalizações pecuniárias por incumprimentos.

Face a esta situação, o STCCMCS solicitou, com caracter de urgência informação à TECNOVIA sobre o pagamento do Subsídio de Natal e exige ser recebida em reunião para colocar as preocupações manifestadas pelos trabalhadores com a situação que a empresa atravessa.

FONTE: STCCMCS-Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Cerâmica, Cimentos e Similares, Construção, Madeiras, Mármores, Cortiças do Sul e RA.

Pelo Contrato Colectivo da Metalurgia

metalo-nichoOs trabalhadores da Metalo-Nicho S.A., empresa do sector metalúrgico onde o salário mais baixo é superior a 850 euros, exigem que a Associação Patronal negoceie com a Fiequimetal o Contrato Colectivo.

Reunidos em plenário no dia 9 de julho, inserido na semana de luta da CGTP-IN, com o lema “Proteger os Trabalhadores, Aumentar os Salários, Defender os Direitos”, os trabalhadores desta empresa no Parque Industrial de Arraiolos, decidiram as reivindicações a apresentar à empresa para o ano 2021. Continuar a ler

Trabalhadores das autarquias distrito de Évora em luta

FB_IMG_1606162124423Inserido na semana de luta o STAL vai realizar um cordão humano no dia 10 Dezembro em Évora e que terá inicio às 16H no Largo de Camões até ao Templo Diana, os trabalhadores das autárquicas locais reivindicam: o aumento dos salários - com um aumento de 90 euros para todos os trabalhadores; a valorização das carreiras; a regulamentação do suplemento de insalubridade, penosidade e riscoindemnização por acidentes de trabalhocorreção da Tabela Remuneratória Única; e a reposição de direitos e revogação do SIADAP. Continuar a ler

Semana de luta em Évora começa a ter expressão

FB_IMG_1606162124423O SITE-SUL já têm, acções de luta marcadas no Distrito de Évora, dia 9 de Dezembro , plenário na Metalo-Nicho, dia 10 de Dezembro plenário na AIS em Montemor-o-Novo dia 11 de Dezembro na GESTAMP, onde será discutido as reivindicações destes trabalhadores e que darão corpo aos cadernos reivindicativos para 2021, apresentar nas respectivas empresas.

A CGTP-IN convocou uma semana de 7 a 11 de Dezembro, em todos os sectores e em todo o país sob o lema “Proteger os Trabalhadores! Aumentar salários! Garantir direitos!”, pelo emprego com direitos, contratação colectiva, 35 horas, reforço dos serviços públicos. Continuar a ler

Vitória alcançada nas Pedreiras!

9378

Trabalhadores das Pedreiras vencem apoiados na força da razão!

O STCCMCS após uma intensa e prolongada acção e luta desenvolvida pelos trabalhadores das PEDREIRAS, de Norte a Sul do País, informa que ontem foi aprovado na Assembleia da República, aquilo que faltava: o fim do factor de sustentabilidade para todas as pensões de reforma das Pedreiras, incluindo as de 2019.

VALEU A PENA LUTAR!

VALE SEMPRE A PENA LUTAR!

Comunicado-Pedreiras_STCCMCS_25Nov.2020

Eliminar a violência contra as mulheres

IMG-20201125-WA0048 (1)Hoje comemora-se o dia Internacional para Eliminação da Violência Contra as Mulheres. Da prostituição à exploração laboral é importante combater todas as formas de violência!

Para assinalar esta data o MDM- Movimento Democrático das Mulheres em conjunto com as uniões dos sindicatos do distrito de Beja, Évora e Norte Alentejano realizaram uma iniciativa em Évora junto ao Templo Romano que contou com a participação de mulheres trabalhadoras dos diversos setores de atividade. Continuar a ler

Dar expressão à semana de acção e luta 7 a 11 Dezembro em Évora

Reunião da Direcção da USDEA Direcção da União dos Sindicatos do Distrito de Évora/CGTP-IN reunida hoje, dia 23 de Novembro, analisou a situação laboral e social no distrito de Évora e decidiu que é necessário continuar aprofundar a acção sindical e a intervenção nas empresas, nos locais de trabalho e serviços, defendendo os direitos e promovendo a continuação da luta em torno das reivindicações concretas dos trabalhadores.

Reivindicações que passam pelo aumento geral dos salários e do Salário Mínimo Nacional como eixos centrais e dando particular destaque à elaboração e entrega de cadernos reivindicativos e propostas de revisão salarial para a contratação colectiva, rejeitando todas as medidas que visem restringir o exercício dos direitos fundamentais consagrados na Constituição da República Portuguesa. Continuar a ler

Conquista alcançada, mas ainda não totalmente resolvida

ccTrabalhadores das Pedreiras

Resultado da Reivindicação, Persistência e Luta!

Foi aprovado pela Lei do Orçamento de Estado 2019, a alteração ao regime especial de acesso às pensões de invalidez e de velhice dos trabalhadores do interior das minas, que alarga o anterior regime aos trabalhadores das lavarias de minério e aos trabalhadores da extracção ou transformação primária da pedra, incluindo a serragem e o corte da pedra em bruto.

Apesar desta importante vitória, ainda persistem problemas por resolver:

  • A recente alteração/eliminação do factor de sustentabilidade aos trabalhadores que se reformam ao abrigo deste regime apenas consagra os pedidos feitos desde 1 de Janeiro 2020;
  • A interpretação sobre as categorias profissionais/definição de funções dos trabalhadores pelos serviços da Segurança Social tem provocado bastantes indeferimentos injustificados;
  • A morosidade, mesmo num quadro de situação epidémica que se vive, no desenvolvimento dos processos de atribuição das reformas é exagerada.

Face a estas situações, o STCCMCS e a Federação reuniram com o Ministério do Trabalho e os serviços da Segurança Social/Centro Nacional de Pensões, tendo sido criado um canal de comunicação directo com estes organismos, de forma a agilizar a resolução dos processos parados ou bloqueados.

As matérias mais problemáticas detectadas pelo STCCMCS, prendem-se com as categorias profissionais/definição de funções atribuídas aos trabalhadores, que por vezes estão em desconformidade com as existentes na Contratação Colectiva do sector, o que tem originado problemas na atribuição da reforma.

Comunicado-Reformas-Pedreiras-VersãoSUL_-Nov2020

A força da Razão é a Razão da nossa Luta!

O STCCMCS – Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Cerâmica, Cimentos e Similares, Construção, Madeiras, Mármores e Cortiças do Sul e Regiões Autónomas, avançou com o Abaixo-assinado “Diuturnidades para todos, sem discriminação!“ para valorizar a experiência e a antiguidade dos operários corticeiros!

Para acabar com esta discriminação contacta o teu delegado ou dirigente sindical ou subscreve on-linehttps://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT103994

Comunicado-Cortiças-VersãoSUL_-Nov2020