Arquivo da categoria: Notícias

Notícias e actualidade

Greve dos Enfermeiros

SEP_GREVE_MARÇO_SITE-01-640x340-minO Sindicato dos Enfermeiros Portugueses – SEP, convocou uma greve nacional para os dias 22 e 23 de Março, para pressionar o governo a concretizar os compromissos assumidos e a resolver os problemas actuais, designadamente a falta de enfermeiros em vários hospitais e centros de saúde do país.

No distrito de Portalegre o SEP denuncia, e é por demais evidente, a falta de enfermeiros nos hospitais e nos centros de saúde. Apesar do SEP considerar que faltam 150 enfermeiros para que o serviço público de saúde esteja minimamente preparado para dar resposta às necessidades da população, a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano – ULNA abriu vaga para apenas 25. Mesmo esses 25 tardam em entrar em funções porque falta a autorização do Ministério da Saúde.

Os enfermeiros estão exaustos e população apreensiva.

No Hospital de Portalegre esta greve superou os 64% de adesão nos turnos dos 2 dias, tendo atingido os 78% no turno da tarde do dia 22.

Os enfermeiros portugueses mostraram com esta luta o seu empenho na defesa dos seus postos de trabalho e do serviço nacional de saúde e exigem que o governo cumpra os compromissos que já assumiu.

 

 

Quinzena de luta do STAL também no distrito de Portalegre

P_20180321_114159-minTerminou hoje, dia 23 de Março, a quinzena de luta do STAL, com o lema “É tempo de resolver problemas, vamos à luta!”

Ao longo de 2 semanas, em dezenas de locais de trabalho, o STAL mobilizou os trabalhadores pelo aumento dos salários, pela recuperação das carreiras e profissões, pela erradicação da precariedade, criação dos suplementos de insalubridade penosidade e risco e de disponibilidade, pagamento das indemnizações por acidentes trabalho e doenças profissionais, reposição das compensações pelo trabalho extraordinário, pelo direito a 25 dias de férias e aumento do subsídio de refeição.

Numa quinzena onde coube uma grande manifestação de toda a Administração Pública no passado dia 16, no distrito de Portalegre teve lugar uma acção de denúncia da situação de assédio e perseguição vivida pelos trabalhadores do Município de Nisa, no passado dia 21, na Praça da República em Nisa. Os trabalhadores desta autarquia lidam com todos os problemas criados pelo congelamento dos seus salários e ainda com os “castigos” ordenados pela presidente da Camâra Municipal de Nisa, Idalina Trindade, que no seu segundo mandato continua a saga de isolamento de trabalhadores e de transferência de funções.

Mobilização para a Manifestação Nacional de Jovens Trabalhadores

desenho-minNo distrito de Portalegre continua a mobilização dos jovens trabalhadores, local de trabalho a local de trabalho, para a manifestação nacional de jovens trabalhadores convocada pela Interjovem/ CGTP-IN, para o próximo dia 28 de Março, quarta-feira.

Esta manifestação, que tem como lema “Não há volta a dar, precariedade e baixos salários são para acabar”, partirá do Cais do Sodré, Lisboa, às 15h e seguirá até à Assembleia da República.

A USNA organiza o transporte dos jovens trabalhadores do distrito de Portalegre. O autocarro parte às 9h30 do Edificio Navio em Portalegre.

 

Morrer a trabalhar

Um trabalhador da empresa Pinto e Bentes perdeu a vida em Foros do Arrão, Ponte de Sôr, após a queda de um poste em que trabalhava.

Ainda não são conhecidas as razões que originaram a queda nem se a morte se deveu à queda.

Certo é o facto de mais um trabalhador do nosso distrito ter perdido a vida no decorrer do trabalho.

A USNA lamenta este acidente e as suas consequências, apresenta os pesâmes à familia e exige o cabal apuramento dos factos.

Plenário na ETAR de Portalegre

plenario adp ptlg 19032018_2-minOs trabalhadores do Grupo Águas de Portugal – AdP do distrito de Portalegre estiveram hoje, dia 20, reunidos em plenário com o STAL – Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, Empresas Públicas, Concessionárias e Afins, na ETAR de Portalegre.

Neste plenário, onde também participou a USNA – União dos Sindicatos do Norte Alentejano, os trabalhadores elegeram dois delegados sindicais e discutiram problemas especificos da região como o facto de se tratar de um território vasto, com mais de 6000Km2, 200 instalações e apenas 5 operadores de manutenção.

Foram ainda discutidas as reivindicações nacionais designadamente a disparidade salarial e de subsídios de refeição, de turno e ajudas de custo dentro do grupo AdP, resultado da não aplicação do Acordo de Empresa da EPAL.

Os trabalhadores do grupo AdP exigem aumentos salariais e um ACT – Acordo Colectivo de Trabalho e estão a mobilizar-se para consegui-lo. No dia 27 deste mês, data agendada para uma nova reunião de negociação do ACT, os trabalhadores irão concentrar-se frente à sede da EPAL de manhã e frente à sede do grupo AdP à tarde, em Lisboa, para entrega do abaixo-assinado que contém estas principais reivindicações.

Greve e protesto das trabalhadoras das cantinas dos Hospitais

IMG-20180320-WA0003-minAs trabalhadoras das cantinas dos Hospitais de Portalegre e Elvas aderiram à greve nacional dos trabalhadores das cantinas convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Hotelaria, Turismo, Restauração e Similares do Sul para o dia de ontem, 19 de Março e concentraram-se frente ao Hospital de Portalegre.

O objectivo desta concentração foi reforçar o protesto nacional dos trabalhadores do sector em luta pelo direito à negociação colectiva e responsabilizar a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano – ULSNA, pela degradação das condições de trabalho nas cantinas dos 2 hospitais do distrito, concessionadas por enquanto à Uniself, onde as máquinas de lavagem e esterilização dos utensílios avariam e não são reparadas nem substituídas, onde durante semanas as trabalhadoras tiveram de se vestir com a luz do telemóvel porque não havia luz na casa de banho e onde faltam trabalhadores e o ritmo de trabalho aumenta de dia para dia. As trabalhadoras denunciam que, ou a ULSNA se responsabiliza pelo que está a acontecer, impondo cadernos de encargos mais exigentes às empresas a quem concessiona estes serviços ou gerindo ela própria as cantinas, ou os utentes e trabalhadores dos hospitais sofrerão as consequências de um serviço público que tende a piorar.

STAL promove acções em Estremoz e Vendas Novas

Vendas NovasNo âmbito da quinzena de luta em curso, sob o lema «É tempo de resolver problemas! Vamos à luta!», para exigir aumento dos salários, recuperação das carreiras e profissões, a erradicação da precariedade, a criação dos suplementos de insalubridade penosidade e risco e de disponibilidade, pagamento das indemnizações por acidentes trabalho e doenças profissionais, reposição das compensações pelo trabalho extraordinário, o aumento do subsídio de refeição, a reposição do direito a 25 dias úteis de férias e outros problemas concretos dos trabalhadores e dos locais e trabalho. Continuar a ler

Falta o pagamento das indemnizações na VN Automóveis

plenário VN.Os ex-Trabalhadores da VN Automóveis em Vendas Novas estão há quase 3 anos a exigir que lhes sejam pagas as indemnizações decorrentes do encerramento da empresa

Na semana em que alguns dos ex-trabalhadores da extinta empresa do sector automóvel foram chamados a tribunal no âmbito de um processo que estará relacionando com a insolvência danosa da empresa, os trabalhadores por via do seu Sindicato SITE Sul, recordam que as indemnizações continuam por pagar, e existem alguns trabalhadores que já não estando a receber o subsídio de desemprego se encontram desempregados. Continuar a ler