Trabalhar com Direitos, Reivindicar e Lutar!

A contratação coletiva é um direito que foi conquistado pelos trabalhadores e é de capital importância, porque é através deste que os trabalhadores conseguem melhorar as suas condições de trabalho e de vida.

Na verdade é na contratação coletiva que os trabalhadores intervêm diretamente na negociação de direitos fundamentais que têm que ver com a organização e os tempos de trabalho; na designação, perfis e carreira profissional; regulamentação de direitos pecuniários diversos; atualização anual dos salários, etc; em suma, estas e outras matérias que contribuem decisivamente para valorizar o trabalho e dignificar os trabalhadores.

Também as reivindicações especificas de empresa são um complemento fundamental à contratação coletiva bem como um fator determinante na resolução dos problemas concretos que afetam os trabalhadores.

DESTRUIR A CONTRATAÇÃO COLETIVA É O OBJECTIVO DOS PATRÕES!

Os patrões com a cobertura dos seus governos de direita e daqueles que se dizendo de esquerda praticam politicas de direita têm desenvolvido uma ofensiva monstruosa de liquidação da contratação coletiva, aprovando códigos do trabalho e através destes vêm impondo regras imperativas visando eliminar direitos dos trabalhadores conquistados e consagrados nas convenções, procuram limitar o livre exercício de negociação criando mecanismos de bloqueios negociais, impõem regras que visam a caducidade da contratação coletiva.

Esta realidade dos tempos que atravessamos merece da parte dos trabalhadores (como tem vindo a acontecer) uma resposta assente na luta organizada em torno de objetivos aprovados pelo coletivo dos trabalhadores nos setores e nas empresas.

CONHECER,   VALORIZAR E EXERCER OS DIREITOS! 

Perante este quadro degradante criado pelos patrões e pelo seu governo PSD/CDS-PP é fundamental que os trabalhadores conheçam, valorizem, promovam e divulguem os seus direitos para em unidade e em coletivo melhor os possam defender da ganância do patronato.

O ano de 2013, está a chegar ao fim e com ele muitas revisões de convenções coletivas ficaram por concluir e muitos salários dos trabalhadores não foram atualizados, pelo que estas situações irão transitar para o ano seguinte o que obrigará ao endurecimento da luta se queremos vencer a dureza e recusa negocial dos patrões.

Foi com a luta, firmeza e resistência dos trabalhadores que apesar da ofensiva dos patrões e da recusa negocial muitas situações foram ultrapassadas tendo-se obtido resultados muito positivos que vale a pena como fator de mobilização aos demais trabalhadores do setor dar a conhecer e que vale a pena lutar.

RESULTADOS   CONSEGUIDOS!

Na contratação coletiva foram concluídas as seguintes revisões pecuniárias e salariais: CCT- Laticínios; CCT- Bolacha; CCT-Moagens de Trigo e Centeio; ACT- Grupo Fermentopão; AE-Sidul; AE- Centralcer; AE- Unicer; AEs –Tabaqueira.

Nas reivindicações de empresa foram concluídos os seguintes cadernos reivindicativos: Refrige-Coca-Cola; Dailidoce; Matutano; Frissul; Esip; Queijo Saloio; Dan-Cake.

Estão ainda pendentes de resolução os seguintes cadernos reivindicativos: Rações Acral; Puratos; Stef; Frustok; Sumol+Compal; Ramirez; Saprogal.

Estas ações reivindicativas que foram determinadas pelo querer e vontade expressa e coletiva dos trabalhadores, na qual a direção do SINTAB deu todo o apoio e acompanhamento negocial, devem servir de referência aos demais trabalhadores do setor, tendo como objetivos que só reivindicando e lutando os trabalhadores conseguirão derrotar as manobras e intenções reacionárias dos patrões, impondo alguma justiça nas relações laborais e contribuindo para a melhoria real das suas condições de vida.

Vamos fazer do ano de 2014 um ano de reivindicações e de luta, nas empresas e nos setores, contra a destruição da contratação coletiva, em defesa e melhoria dos nossos direitos, por aumentos salariais dignos, pelo direito ao trabalho com direitos.

REIVINDICAR E LUTAR É O CAMINHO!

Reforça a organização  /  Sindicaliza-te no SINTAB

Comentários encerrados