CCT para a Indústria de Carnes

PATRÕES QUEREM DESTRUIR OS DIREITOS DOS TRABALHADORES!

Os patrões da Indústria de Carnes pretendem destruir através de um processo de caducidade, o Contrato Coletivo de Trabalho do setor, todos os direitos que os trabalhadores conquistaram ao longo dos anos.

O Contrato Coletivo de Trabalho em vigor está publicado no BTE, Nº48/12/2009 e consagra os direitos salariais, pecuniários, sociais e profissionais fundamentais para uma vida mais digna dos trabalhadores.

Lembremos alguns desses direitos fundamentais e que estão regulamentados no CCT:

Clausula 13ª (Período Normal de Trabalho)

Clausula 15ª (Organização do Tempo de Trabalho)

Clausula 17ª (Trabalho por turnos)

Clausula 18ª (Trabalho Noturno)

Clausula 20ª (Descanso Compensatório e Trabalho Suplementar)

Clausula 21ª (Descanso Semanal e Feriados)

Clausula 33ª (Subsidio de Turno)

Clausula 34ª (Subsídio de Trabalho Noturno)

Clausula 35ª (Remuneração do Trabalho Suplementar)

Clausula 38ª (Complemento do Subsídio de Acidentes de Trabalho)

Clausula 39ª (Subsídio de Refeição)

Clausula 40ª (Diuturnidades e Abono para Falhas)

Clausula 41ª (Deslocações).

São estes os direitos e outras regalias que o CCT consagra que os patrões se preparam para roubar aos trabalhadores. Se os patrões conseguissem alcançar os seus macabros propósitos, os trabalhadores do setor passariam a trabalhar em regime de idêntica escravatura. TEMOS QUE IMPEDIR QUE OS PATRÕES CONCRETIZEM O ROUBO QUE NOS QUEREM FAZER!

Os direitos dos trabalhadores ainda estão em vigor, mas é fundamental que todos os trabalhadores ganhem consciência que a melhor maneira de garantir hoje, amanhã e sempre os nossos direitos é obrigar os patrões a cumprirem os mesmos. E isso está nas tuas mãos!

Da parte do sindicato tudo será feito para que os direitos dos trabalhadores existentes na Contratação Coletiva do setor, não só se mantenham em vigor, como sejam futuramente melhorados.

A Luta é de todos! Todos na Luta!

Comentários encerrados