Arquivos de Notícias

4 de Dezembro – Concentração de Trabalhadores da PIETEC junto ao Ministério do Trabalho

Os trabalhadores da PIETEC, de Fiães em Santa Maria da Feira, deslocam-se a Lisboa, amanhã dia 4 de Dezembro, para realizar uma Concentração junto ao Ministério do Trabalho na Praça de Londres pelas 15 horas.
Participará também o Secretário Geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, bem como Dirigentes Sindicais da FEVICCOM e do Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte.

Nota Imprensa - Concentração trabalhadores da PIETEC-120181004_145612

 

FABRICAR ROLHAS AO DOMINGO NÃO PODE SER PROJECTO DE INTERESSE NACIONAL

O Sindicato dos Trabalhadores Corticeiros do Norte divulgou hoje uma nota de imprensa sobre a CONCENTRAÇÃO de trabalhadores da PIETEC- CORTIÇAS, SA, que se realiza amanhã, 27 de Novembro, em S. João da Madeira, junto à ACT e que contará com a presença do secretário-geral da CGTP-IN, pelas 16h00.Greve PIETEC-CORTIÇAS_Nota imprensa_26.11.2018-1Greve PIETEC-CORTIÇAS_Nota imprensa_26.11.2018-2

Secretário Geral da CGTP-IN estará dia 26 de Novembro pelas 8 horas na GREVE da GEBERIT/Carregado

O Secretário Geral da CGTP-IN Arménio Carlos estará presente junto do piquete de greve da GEBERIT do Carregado, amanhã dia 26 de Novembro pelas 8 horas, da delegação sindical fará também parte a Coordenadora da FEVICCOM Fátima Messias.

IMG_8289 IMG_8299

 

27 de NOVEMBRO pelas 14:30h – CONCENTRAÇÃO SOCN junto da ACT em São João da Madeira

Nota de imprensa do SOCN-Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte referente à acção a realizar no dia 27 de Novembro de 2018 pelas 14,30h à porta da ACT – Autoridade para as Condições de Trabalho em S. João da Madeira:

A empresa PIETEC — CORTIÇAS, S.A., com sede em Fiães, concelho de Santa Maria da Feira, foi adquirida pelo grupo estrangeiro DIAM.
Nessa sequência, em 2016/2017, a referida empresa iniciou um processo de implementação de funcionamento em regime de laboração contínua junto das entidades administrativas e ministeriais, solicitando, ainda, parecer (obrigatório) à Comissão Sindical após lhe ter fornecido as razões e o mapa do horário de trabalho a implementar.
O parecer da Comissão Sindical foi necessariamente do conhecimento da Autoridade para as Condições do Trabalho e dos Ministérios do Trabalho e da Economia, e já aí foram denunciadas várias ilegalidades (inobservância do Contrato Coletivo aplicável e dos contratos individuais de trabalho cujos horários foram em grande número individualmente acordados entre trabalhadores e empresas), bem como denunciadas as artificiais e falsas razões para a implementação do regime de laboração contínua.
A verdade é que os Ministérios do Trabalho e da Economia viriam a autorizar aquela empresa a implementar o regime de laboração contínua, 24 horas, 7 dias da semana.
Através de premissas, fundamentos falsos e inobservâncias legais / contratuais, a empresa “convenceu” a ACT e os Ministérios do Trabalho e da Economia.
A dita empresa transmite, sem qualquer pudor, que trabalhar neste regime de laboração contínua (turnos rotativos, 24 horas, 7 dias) dará mais condições e qualidade de vida aos trabalhadores, contrariando todos os estudos científicos que salientam os efeitos nocivos para a saúde, vida familiar e social, levando até muitos trabalhadores ao suicídio.
Como recompensa das violações legais / contratuais, das inverdades, da falta de responsabilidade social e de ética empresarial da empresa em causa, as entidades públicas atribuem e negoceiam benesses como projetos de interesse nacional.
Neste contexto de “recompensas” mútuas a empresa diz às entidades públicas que vai criar mais postos de trabalho e posteriormente, na verdade, em meados deste ano inicia um processo de despedimento coletivo de 41 trabalhadores (!).
Promete emprego e posteriormente despede 41 trabalhadores.
Mais, a empresa durante todo este processo e aos “olhos” do poder público chantageia os trabalhadores, isto é, promete-lhes que não os despede se aceitarem trabalhar em regime de laboração contínua.
Ainda, e tudo com o conhecimento do poder público ao mais alto nível (nomeadamente, do Ministério do Trabalho e do próprio Ministro) a dita empresa alterou e comunicou aos trabalhadores outros horários de trabalho para o regime de laboração contínua totalmente diferentes do que esteve na base da aprovação ministerial (!).
Até ao momento o interesse nacional negociado com as entidades públicas foi despedir mais de 30% dos trabalhadores e fabricar rolhas 24 horas / dia, 365 dias por ano, através da redução dos custos do trabalho e da saúde e vida dos trabalhadores.
O Sr. Ministro do Trabalho recebeu delegações da CGTP e deste Sindicato, prometendo uma resposta que nunca chegou ….
Ficamos, contudo a saber, o conceito de interesse nacional para o Estado Português: um grupo estrangeiro que adquire uma empresa nacional entendendo que é fulcral produzir rolhas ao domingo, despede 41 trabalhadores quando prometeu criar emprego, negoceia projetos com o Estado que os aplaude e aprova, adultera os fundamentos e os pressupostos da laboração contínua sem que os trabalhadores possam sindicar o que lhes espera, viola normas legais e contratuais sem qualquer responsabilidade social e, enfim, continua-se a aguardar a resposta prometida do Estado.
Não podemos aceitar este terrorismo empresarial perante os trabalhadores e sob o olhar do Estado.
Por isto tudo, no próximo dia 27, pelas 14:30 horas, junto à ACT de São João da Madeira, realizar-se-á uma concentração dos trabalhadores, da Comissão Sindical, do Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte e com a presença do Secretário Geral da CGTP, Arménio Carlos, onde uma vez mais se denunciará e vincará a posição dos trabalhadores e os atropelos ocorridos em todos estes processos.

Pel’A Direção

SOCN

20181115_160122

 

GEBERIT/Carregado – COMUNICADO AOS TRABALHADORES – STCCMCS

COMUNICADO DO STCCMCS AOS TRABALHADORES DA GEBERIT PRODUÇÃO, SA NO CARREGADO SOBRE A GREVE DO PRÓXIMO DIA 26 DE NOVEMBRO:46511059_2289031941131634_3373552500106854400_ogeberit jpg 2

26 de Novembro – GREVE na GEBERIT Produção,SA no CARREGADO

Os trabalhadores da GEBERIT Produção, SA , fábrica de artigos cerâmicos para usos sanitários em Carregado irão realizar uma Greve de 24 horas a partir das 00 horas do próximo dia 26 de Novembro(2a feira).
Os objectivos da greve são:
Pela melhoria de condições de trabalho e valorização dos trabalhadores:
- Pelo efectivo aumento dos salários;
- Pela defesa do direito de negociação e contratação colectiva.

pag geberit JPG

 

 

BORBA – Tragédia verificada que podia ter sido evitada!

Nota de imprensa_Tragédia verificada que podia ter sido evitada JPG

Saudação da FEVICCOM pela grande Manifestação de 15 de Novembro

A FEVICCOM saúda a presença de todos os seus Sindicatos Federados na grandiosa manifestação convocada pela CGTP-IN no passado dia 15 de Novembro e por seu intermédio a todos os trabalhadores e trabalhadoras que se juntaram aos muitos milhares presentes e fizeram desta uma grande jornada de luta.

20181115_16012220181115_154256_DSC011746506387_1150867191743303_7339723058707431424_n20181115_160742

GREVE dos Trabalhadores da VIROC Portugal – 15 de Novembro

GREVE na Viroc Portugal – Grupo Investwood
Decorreu no passado dia 15 de Novembro na Viroc Portugal em Setúbal uma greve de 24 horas que contou com a adesão de 90% do pessoal de turno e horário geral, o que fez parar totalmente a produção e a expedição.
Os trabalhadores estão em luta pelo aumento justo do salário, pela aplicação da contratação colectiva e pela melhoria das condições de trabalho.

46460743_2234967253181372_6542834998406283264_o 46292830_2234967746514656_632452613148770304_o

ENCONTRO PELA PAZ – Pela paz todos não somos demais.

A FEVICCOM fez parte do Encontro pela Paz, esteve presente como representante da Federação, Nuno Gonçalves membro do Secretariado da FEVICCOM.

Este importante encontro realizou-se no passado dia 20 de Outubro no Pavilhão Paz e Amizade em Loures e contou com muitas centenas de participantes.

44373189_2236928689675293_2587829001133228032_n 44423350_2236928839675278_6549728889067798528_n