Arquivo da categoria: Acção Sindical

Actividade e acção sindical

Prossegue o esclarecimento e a mobilização para 18 Novembro

Greve pedreira em PardaisAmanhã, 16 de Novembro, Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, estará presente, em dois plenários de trabalhadores, nas empresas do sector dos mármores SOLUBEMA e A.BENTO VERMELHO.

Os trabalhadores destas empresas têm propostas aprovadas sobre aumentos salariais e outras matérias consagradas no Contrato Colectivo de Trabalho dos Mármores, cujo  as empresas se recusam a negociar e remetem para negociação com associação patronal (ASSIMAGRA), que ficou desde Maio de 2016 de enviar proposta de revisão do CCT à Federação Portuguesa dos Sindicatos da Construção, Cerâmica e Vidro – FEVICCOM.

Pela resolução dos problemas concretos dos trabalhadores, que se reforça a convergência da luta de todos. A USDE/CGTP-IN apela à mobilização e participação na Manifestação Nacional convocada pela CGTP-IN “Valorizar o trabalho e os trabalhadores!” do próximo dia 18, pelas 15 Horas no Marquês de Pombal, Lisboa, onde a União de Sindicatos de Évora disponibilizará transportes organizados para os trabalhadores que queiram participar e se inscrevam em usde@mail.evora.net

Contactados mais de 300 trabalhadores

Campanha direito - aunde (karmman guia)Numa acção concertada entre a União dos Sindicatos de Évora e os respectivos sindicatos de cada sector, a campanha nacional da CGTP-IN “Valorizar o trabalho para um Portugal com futuro”, esteve hoje dia 14 Novembro presença no Parque da Industrial de Vendas Novas, junta das empresas CORKART sector da cortiça, INTERMACHÊ sector do comércio, NATURAL CIA sector químico e AUNDE (KARMMAN QUIA) sector têxtil, numa acção de esclarecimento destes trabalhadores sobre os seus direitos laborais.

Esta acção de contacto ainda serviu para recolher assinaturas para a Petição da CGTP-IN “Contra a precariedade! Pelo emprego com direitos!” e a mobilização para Manifestação Nacional convocada pela CGTP-IN “Valorizar o trabalho e os trabalhadores!” do próximo dia 18, pelas 15 Horas no Marquês de Pombal, Lisboa, onde a União de Sindicatos de Évora disponibilizará transportes organizados para os trabalhadores que queiram participar e se inscrevam em usde@mail.evora.net

Chantagem na Novares (Key Plastics)

logo-baseline-600-360Os trabalhadores com vínculos precários e temporários na Novares (antiga Key Plastis) que representam perto de 50% do total dos trabalhadores da unidade de Vendas Novas foram confrontados com mais uma chantagem.

A assinatura de contratos em Novembro, com a data de Agosto, que substituem os contratos que os mesmos trabalhadores já tinham assinado anteriormente em Agosto, incluindo agora o célebre banco de horas rejeitado há 1 ano por todos os trabalhadores desta unidade fabril, demonstrando o desprezo e arrogância com que a Novares e a empresa de trabalho temporário tratam quem trabalha.

O SITE Sul condena esta atitude, realçando que a resistência e luta colectiva dos trabalhadores é a única forma de resistir à ofensiva de retirada de direitos que está em marcha com a recente alteração de accionistas da empresa. Alertando ainda que já em Janeiro a empresa prepara a redução do pagamento do trabalho suplementar e novas investidas na aplicação efectiva do Banco de Horas.

A resistência dos trabalhadores com o sindicato será determinante também na exigência de um salário mínimo de 600€ para todos os trabalhadores, nomeadamente com a sua participação na Manifestação Nacional convocada pela CGTP-IN “Valorizar o trabalho e os trabalhadores!” do próximo dia 18, pelas 15 Horas no Marquês de Pombal, Lisboa.

Greve no Mini Preço de Arraiolos

Trabalhadores do Mini Preço em Arraiolos,  de acordo com pré-aviso de greve ao trabalho extraordinário e em dia feriado, emitido pelo CESP até ao dia 31 de Dezembro de 2017, responderam ao mesmo e fecharam a loja durante o dia 01 de Novembro 2017. 
 
Das razões que levam os mesmo a fazerem esta Greve, estão problemas concretos no local de trabalho, relacionados com horários de trabalho, com pagamento do trabalho extraordinário e  conciliação do horário de trabalho com a vida familiar.
 
Exigindo desta forma, que a empresa resolva estas matérias e também o aumento de salários. Pois desde 2010, estes trabalhadores perdem continuamente poder de compra, com esta empresa a “actualizar”, ano a após ano, os salários em valores muito abaixo da inflação. Os lucros da empresa tem de se reflectir nos salários de todos os que contribuem decisivamente para os produzir!
 
A Delegação do Cesp de Évora

GRANDE GREVE NACIONAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

GreveA Comissão Executiva da Direcção da União dos Sindicatos do Distrito de Évora/CGTP-IN saúda a luta desenvolvida pelos trabalhadores da Administração Pública; Local; Regional e Sector Empresarial do Estado a sua Greve Nacional convocada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública/CGTP-IN.

Os trabalhadores da Administração Pública; Local; Regional e Sector Empresarial do Estado e em particular os do distrito de Évora demonstraram que estão em luta contra uma proposta de Orçamento de Estado para 2018 que contínua a não ter em conta as necessidades de reposição de direitos aos trabalhadores e as poucas propostas que contem ficam aquém das reivindicações apresentadas. Continuar a ler

Évora sem recolha do lixo! Forte adesão à GREVE!

Greve 27 OutubroA GREVE NACIONAL convocada pela Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, para o dia 27 de Outubro, já esteve inicio no distrito de Évora e começou no sector da Administração Local, com o encerramento da recolha dos resíduos sólidos no Município de Évora. Os trabalhadores em luta exigem aumentos salariais e o descongelamento da progressão nas carreiras. Continuar a ler

SOLUBEMA IMPEDE USO DAS INSTALAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DE PLENÁRIO DE TRABALHADORES

PLENÁRIO SULBEMAOs trabalhadores da SOLUBEMA (empresa de mármores) em Vila Viçosa, foram confrontados, no dia 11 Outubro e na hora em que deveria ter inicio, com a recusa por parte da empresa no acesso às instalações solicitadas (Refeitório da Oficina) pela Comissão Sindical para a realização de plenário, legalmente convocado e comunicado, tendo em vista a discussão dos seus problemas e proposta reivindicativa para 2018. Continuar a ler

Unidade e determinação nas reivindicações conquistam aumentos salariais na GESTAMP

GestampDecorreu durante a tarde de hoje (dia 4 Outubro) o processo negocial na empresa Gestamp Vendas Novas, tendo como ponto de partida a reivindicação do pagamento do subsídio de turno. Após 7 anos sem receberem esta justa compensação pelo trabalho por turnos, os trabalhadores entendem de há muito que este tem de ser reposto o mais breve possível. Continuar a ler

VALORIZAR A EDUCAÇÃO E OS SEUS PROFISSIONAIS

2017091316574409“VALORIZAR A EDUCAÇÃO E OS SEUS PROFISSIONAIS.2017/2018: TEMPO DE RESOLVER PROBLEMAS”

Na abertura de mais um ano lectivo, a questão da colocação dos professores continua a merecer grande preocupação por parte do SPZS. Em causa está a decisão administrativa e inesperada do ME de não considerar (apesar de não ser essa a prática de uma década) os milhares de horários ditos incompletos, pedidos pelas escolas, para a colocação dos professores dos quadros. Continuar a ler