Arquivo da categoria: Acção Sindical

Actividade e acção sindical

Muitos milhares pela valorização do trabalho e dos trabalhadores

avenida-da-liberdade-lisboajpgA Avenida da Liberdade encheu-se e foi pequena para a grande manifestação da CGTP-IN pela valorização do trabalho e dos trabalhadores.

É preciso uma reposição mais consistente de rendimentos e direitos e a implementação de medidas que rompam com décadas de política de direita. Se a reposição de direitos e salários é de elementar justiça e contribui para o crescimento económico, então há que prosseguir e alargar esse caminho, exigindo um aumento maior dos salários. Continuar a ler

Prossegue o esclarecimento e a mobilização para 18 Novembro

Greve pedreira em PardaisAmanhã, 16 de Novembro, Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, estará presente, em dois plenários de trabalhadores, nas empresas do sector dos mármores SOLUBEMA e A.BENTO VERMELHO.

Os trabalhadores destas empresas têm propostas aprovadas sobre aumentos salariais e outras matérias consagradas no Contrato Colectivo de Trabalho dos Mármores, cujo  as empresas se recusam a negociar e remetem para negociação com associação patronal (ASSIMAGRA), que ficou desde Maio de 2016 de enviar proposta de revisão do CCT à Federação Portuguesa dos Sindicatos da Construção, Cerâmica e Vidro – FEVICCOM. Continuar a ler

Contactados mais de 300 trabalhadores

Campanha direito - aunde (karmman guia)Numa acção concertada entre a União dos Sindicatos de Évora e os respectivos sindicatos de cada sector, a campanha nacional da CGTP-IN “Valorizar o trabalho para um Portugal com futuro”, esteve hoje dia 14 Novembro presença no Parque da Industrial de Vendas Novas, junta das empresas CORKART sector da cortiça, INTERMACHÊ sector do comércio, NATURAL CIA sector químico e AUNDE (KARMMAN QUIA) sector têxtil, numa acção de esclarecimento destes trabalhadores sobre os seus direitos laborais.

Esta acção de contacto ainda serviu para recolher assinaturas para a Petição da CGTP-IN “Contra a precariedade! Pelo emprego com direitos!” Continuar a ler

GRANDE GREVE NACIONAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

GreveA Comissão Executiva da Direcção da União dos Sindicatos do Distrito de Évora/CGTP-IN saúda a luta desenvolvida pelos trabalhadores da Administração Pública; Local; Regional e Sector Empresarial do Estado a sua Greve Nacional convocada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública/CGTP-IN.

Os trabalhadores da Administração Pública; Local; Regional e Sector Empresarial do Estado e em particular os do distrito de Évora demonstraram que estão em luta contra uma proposta de Orçamento de Estado para 2018 que contínua a não ter em conta as necessidades de reposição de direitos aos trabalhadores e as poucas propostas que contem ficam aquém das reivindicações apresentadas. Continuar a ler

Évora sem recolha do lixo! Forte adesão à GREVE!

Greve 27 OutubroA GREVE NACIONAL convocada pela Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, para o dia 27 de Outubro, já esteve inicio no distrito de Évora e começou no sector da Administração Local, com o encerramento da recolha dos resíduos sólidos no Município de Évora. Os trabalhadores em luta exigem aumentos salariais e o descongelamento da progressão nas carreiras. Continuar a ler

SOLUBEMA IMPEDE USO DAS INSTALAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DE PLENÁRIO DE TRABALHADORES

PLENÁRIO SULBEMAOs trabalhadores da SOLUBEMA (empresa de mármores) em Vila Viçosa, foram confrontados, no dia 11 Outubro e na hora em que deveria ter inicio, com a recusa por parte da empresa no acesso às instalações solicitadas (Refeitório da Oficina) pela Comissão Sindical para a realização de plenário, legalmente convocado e comunicado, tendo em vista a discussão dos seus problemas e proposta reivindicativa para 2018. Continuar a ler

Unidade e determinação nas reivindicações conquistam aumentos salariais na GESTAMP

GestampDecorreu durante a tarde de hoje (dia 4 Outubro) o processo negocial na empresa Gestamp Vendas Novas, tendo como ponto de partida a reivindicação do pagamento do subsídio de turno. Após 7 anos sem receberem esta justa compensação pelo trabalho por turnos, os trabalhadores entendem de há muito que este tem de ser reposto o mais breve possível. Continuar a ler