Arquivo da categoria: Notícias

Notícias e actualidade

Tribuna Pública na Marktel com o apoio das Comissiones Obreras (CCOO)

Tribuna e concentracao de dirigentes frente a Marktel

Tribuna e concentracao de dirigentes frente a Marktel

Dirigentes da USNA – União dos Sindicatos do Norte Alentejano, do CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal e das CCOO – Comissiones Obreras da Extremadura Espanhola, estiveram hoje concentrados em Tribuna Pública frente à Marktel, Boa Fé, em Elvas, numa acção desenvolvida no âmbito do roteiro contra a precariedade da CGTP-IN e da quinzena de luta nos serviços do CESP.

A Marktel é um centro de contactos que presta serviço à Vodafone e cujos trabalhadores são na sua maioria espanhóis. Depois de uma primeira distribuição de informação sindical aos trabalhadores, para a qual a CGTP-IN foi forçada a pedir a intervenção da PSP, vários deles pediram a intervenção do sindicato em várias problemas: atrasos no pagamento do vencimento, contratos a termo incerto que tanto são revogados como retomados pela empresa, negação do direito à pausa.

Face a isto, o CESP, pediu reunião com a empresa. Na primeira tentativa a empresa não respondeu mas após insistência respondeu que os recursos humanos estariam sediados em Madrid e não poderiam receber o sindicato.

Pelos vistos não será assim já que hoje, as chefias até se mostraram disponíveis para falar à comunicação social. O diálogo está vedado apenas à CGTP-IN.

Durante a tribuna as chefias proibiram os trabalhadores de sair da empresa e de falar com os dirigentes sindicais dando provas do clima de medo instalado, sustentado nestas atitudes e nas constantes ameaças de despedimento que os trabalhadores nos têm relatado.

O CESP vai agora pedir intervenção da ACT- Autoridade das Condições de Trabalho e do Ministério do Trabalho caso a empresa continue a recusar receber o sindicato.

Trabalhadores das pedreiras em luta

12801323_1268946343122822_7412012620025723976_nNo passado dia 13 de Março, os trabalhadores das pedreiras, em greve, deslocam-se a Lisboa para uma concentração, pelas 11h30, no Ministério do Trabalho.

Os trabalhadores exigiram a publicação imediata da portaria que regulamenta o acesso à antecipação da idade legal da reforma aos trabalhadores das pedreiras;
A exigência que a lista de profissões inclua todos os trabalhadores do sector sem excepção e sem penalizações;
A melhoria das condições de segurança e trabalho nas Pedreiras.

Dia 8 de Março. Dia Internacional da Mulher Trabalhadora.

 

 

53341328_2238128729563330_3013395552189546496_n 53513140_2238128662896670_2803692665860784128_n

 

 

Aconteceu em 1857, em Nova Iorque:

Enfrentando a repressão patronal, operárias têxteis fizeram greve por
melhores salários, por condições de vida e de trabalho mais dignas,
pela redução do horário de trabalho de 16h00 para 10h00 diárias. O
seu exemplo de determinação e coragem correu mundo e estimulou
a luta das mulheres pela conquista de direitos laborais, sociais, cívicos
e políticos.
Em 1910, reunidas em Copenhaga, 100 mulheres de 17 paises
estabelecem um DIA INTERNACIONAL DE LUTA DAS MULHERES.
Um dia, a exemplo do 1º de maio, para lutar pelas reivindicações
laborais e para defender os direitos políticos das mulheres.
Em Março do ano seguinte, esse dia foi celebrado por mais de um
milhão de mulheres na Europa e nos Estados unidos; em 1975, a
Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU)
proclamou o 8 de Março como Dia Internacional da Mulher.
Nascido em tempo de grande agitação social, o DIA INTERNACIONAL DA
MULHER herdou, uma tradição de protesto e de activismo político que,
honrando as suas origens históricas, se actualiza em cada ano, por melhores
condições de vida e de trabalho, pela igualdade, pelo progresso, pela justiça
social.

MULHER PRESENTE

 

Na canção que eu hoje trago
Direi tudo o que eu quiser
No passado deixo um cravo
Planto outra flor qualquer.
.
O meu jardim é ser enfim
Mulher
.
Sofri
Fui escrava e fui mansa
Mas agora posso
Erguer a cabeça
E dar flor.
.
Pari
Um filho de esperança
Que é livre e é nosso
E nasce da seiva
Do amor.
.
Lutei
Com que armas não sei
Mesmo na desgraça
Ergui a cabeça
E lutei.
.
Senti
A força da raça
Dum povo que passa
Depois de ser escravo
A ser rei.
.
Na canção que eu hoje vivo
Cabe tudo o que eu disser
A Palavra amante e amigo
A fúria de viver.
.
Cantando assim eu sou por fim
Mulher.

José Carlos Ary dos Santos.

13 DE MARÇO-TRABALHADORES PEDREIRAS EM LUTA.

TRABALHADORES DAS PEDREIRAS EM LUTA!!

Foi aprovado pela Lei do Orçamento de Estado de 2019, publicada em Diário da República no passado dia 31 de Dezembro, e está em vigor, o regime especial de acesso às pensões de invalidez e de velhice, que alarga o anterior regime dos trabalhadores do interior das minas, aos trabalhadores da extracção ou transformação primária da pedra, incluindo a serragem e o corte da pedra em bruto.

Apesar desta importante vitória, a presente alteração à lei, remete para Portaria do membro do Governo responsável pela área da segurança social a lista de profissões a abranger e o modelo de documento comprovativo da profissão exercida para aceder à reforma antecipada aos trabalhadores do sector da extracção e transformação da pedra.

ATÉ AO MOMENTO AINDA NÃO FOI PUBLICADA A PORTARIA PARA PODERMOS REQUERER O ACESSO AO REGIME ESPECIAL DE ANTECIPAÇÃO DA IDADE LEGAL DE REFORMA.

Vamos exigir a publicação da PORTARIA, JÁ!!

DIA 13 DE MARÇO TODOS A LISBOA!!

A nossa Federação, FEVICCOM/CGTP-IN–Federação Portuguesa dos Sindicatos da Construção, Cerâmica e Vidro, agendou para dia 13 de Março 2019, a partir das 11h30, uma concentração junto ao Ministério do Trabalho, em Lisboa e emitiu um PRÉ-AVISO DE GREVE para potenciar a participação DE TODOS os trabalhadores do sector.

EXIGE O FUTURO A QUE TENS DIREITO! PARTICIPA!

Transporte assegurado pelo Sindicato (mediante inscrição)

Contactos: 218818585 ou 917215 021

 

JPG_pagreve para as pedreiras JPG_Comunicado greve 13Março Pedreiras VersãoSUL