Arquivo da categoria: Notícias

Notícias e actualidade

74% dos enfermeiros em greve no Hospital Espírito Santo em Évora

Os enfermeiros do Hospital Espírito Santo em Évora aderiram fortemente à greve, sendo que no primeiro dia contou com uma adesão de 74%.

A unidade, determinação na luta dos enfermeiros, prende se entre outras reivindicações está em concreto:

  • Pela justa e correta contagem dos pontos para efeito do descongelamento das progressões, a todos os enfermeiros, independentemente do vínculo;
  • Pelo pagamento do suplemento remuneratório aos enfermeiros especialistas;
  • Pela admissão de mais enfermeiros.

Enfermeiros em luta hoje e amanhã

hosp ptlg-minFoi superior a 70%, a adesão à greve dos enfermeiros nos Hospitais do distrito de Portalegre, no turno da manhã de hoje.

Esta é uma greve convocada para hoje, dia 20, e para amanhã, dia 21, por várias estruturas sindicais incluindo o SEP – Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, sindicato afecto à CGTP-IN.

Em causa está a proposta do governo de alteração da carreira de enfermagem, proposta que o SEP considera inaceitável porque mantêm a actual estrutura de carreira e não contempla uma nova grelha salarial que vise a valorização remuneratória, rompendo com o protocolo negocial anterior.

Valorizar os profissionais de saúde é fundamental para um serviço nacional de saúde público, universal e de qualidade. A União dos Sindicatos do Norte Alentejano relembra que faltam 150 enfermeiros nos hospitais e centros de saúde do nosso distrito sendo da maior importância a luta destes profissionais para alteração desta situação e para melhores condições de trabalho para a prestação de um serviço de saúde digno.

EX-TRABALHADORES DE FÁBRICA VN AUTOMOVEIS DE VENDAS NOVAS SEM SUBSIDIO DESEMPREGO E AINDA AGUARDAM PELO PAGAMENTO DAS INDEMNIZAÇÕES

plenário VN.No momento em que termina o subsídio de desemprego para alguns dos ex. trabalhadores da VN Automóveis de Vendas Novas, estes trabalhadores devido a sua idade ser próxima da reforma não conseguiram encontrar emprego.

O SITE Sul volta a reafirmar a necessidade do Governo PS dar resposta a uma reivindicação da CGTP-IN que permitida a estes trabalhadores desempregados de longa duração a antecipação da pensão de velhice sem qualquer penalização.

Também o  Senhor Presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas já se esqueceu da promessa que fez a estes trabalhadores quando do fecho da empresa, onde prometeu que iria estabelecer contactos com outras empresas na região e com a Autoeuropa para a integração destes trabalhadores especializados, sendo que a promessa cedo se esfumou,  não se concretizou a integração de nenhum destes trabalhadores como prometido.

Convém recordar que em 2013 a V.N. Automóveis em Vendas Novas era quarta maior Fabricante Automóvel em Portugal, que devido a varias situações pouco claras começou a decair ate ao seu encerramento final em Julho de 2015.

Esta empresa que fabricava componentes para automóveis, entrou em insolvência em Julho de 2015, desde ai que os seus trabalhadores  aguardam pelo pagamento das indemnizações, tendo o Administrador Insolvência uma responsabilidade grande nesta situação.

Ao longo deste período o Sindicato SITE SUL e a União de Sindicatos de Évora CGTP-IN, têm desenvolvido  todas as diligencias necessárias para que a situação se resolva rapidamente e que definitivamente todos os trabalhadores sejam recrescidos dos valores de indeminização a que têm direito.

Tyco condenada

A TYCO foi condenada pelo Tribunal da Relação de Évora a pagar os dias de férias roubados a um trabalhador, dando razão ao trabalhador e ao SIESI de que todos os trabalhadores têm direito a 22 dias de férias, independentemente do horário que pratiquem.

O Tribunal afirma até na sentença que “não se afigura que se possa fazer um mero cálculo aritmético para concluir que 17 dias de férias gozados corresponderiam a 22 dias de férias”, como a empresa invoca.

Agora já não há recurso possível, a decisão final é a condenação da TYCO a pagar ao trabalhador os dias de férias acrescidos de juros.

Com esta condenação, seria expectável que a TYCO assumisse esta ilegalidade e corrigisse esta prática: pagando os dias de férias não gozados e garantindo, daqui em diante, os 22 dias úteis de férias a todos os trabalhadores, mas tal não se afigura como plausível sem a mobilização dos trabalhadores da empresa na defesa deste direito e para a qual podem contar com total apoio do SIESI.

Com esta condenação, a reivindicação do direito aos 22 dias úteis de férias ganhou nova força e o SIESI está disponível para apoiar todos os trabalhadores que queiram fazer cumprir os seus direitos e melhorar as suas condições de vida e de trabalho.

O SIESI irá ainda tomar todas as diligências para que o direito a 22 dias úteis de férias sejam aplicados a todos os trabalhadores.

Por tudo isto, o SIESI apela a que os trabalhadores da TYCO se sindicalizem e que lutem pelos seus direitos!

Forte adesão à greve dos enfermeiros no Hospital do Espírito Santo de Évora

Hospital ÉvoraA greve convocada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) para hoje dia 9 Agosto, no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) teve uma forte expressão dos enfermeiros registando adesões na ordem dos 100% em vários serviços.

A resposta destes trabalhadores, demonstra uma grande determinação, coragem e unidade em torno das suas reivindicações, face à ausência de soluções, por parte do Ministério da Saúde e Governo, para os problemas destes profissionais. Continuar a ler

Negociado o CCT do retalhista de Évora! Matem todos os direitos e aumentos dos salários!

Finalmente foram concluídas as negociações, tendo sido possível obter um acordo, devido em grande parte à determinação dos trabalhadores que com o seu sindicato conseguiram que os salários dos trabalhadores fossem actualizados mantendo todos os direitos consagrados no CCT .

Este acordo actualiza os salários em termos médios cerca de 4,2%, contudo ficou aquém das reais necessidades dos trabalhadores face à perda do poder de compra e do que o sindicato de classe, o CESP, defende.

O CESP aceitou este acordo, em sede de conciliação no Ministério do Trabalho, apenas com o objectivo de desbloquear a actualização da tabela salarial do CCT. Ficou acordado o início das negociações para nova revisão do CCT em final de Setembro, para que assim não se repita este ciclo de bloqueio por parte da Associação do Comércio do Distrito de Évora, que levou a que, desde 2010 a esta parte, só agora se tenha acordado a revisão do contrato colectivo.

Torna-se importante que os trabalhadores deste sector, se sindicalizem e organizem no seu sindicato – o CESP. Pois desta forma, teremos mais força e com isso poderemos ter mais e melhores resultados em futuras negociações deste CCT. Se tiver qualquer dúvida sobre a aplicação das matérias agora negociadas deve contactar o sindicato. Concluídas as negociações do CCT Retalhista de Évora com Aumento médio nos salários de 4,2% e mantendo-se todos os direitos.

Fonte: CESP