Arquivo da categoria: Notícias

Notícias e actualidade

Jovens trabalhadores do distrito Évora em luta

25 Março Manifestação Jovens trabalhadoresFoi com coragem e confiança que do distrito de Évora foram jovens trabalhadores dos vários sectores (Público e Privado) e participaram na manifestação realizada hoje, 25 de Março em Lisboa, assinalando assim o dia Nacional da Juventude.

Em luta contra as políticas em que sucessivos governos de PS, PSD e CDS têm empurrado os jovens para os baixos salários, precariedade, desemprego e exploração.

Aqui saudamos todos os trabalhadores e trabalhadoras, jovens e menos jovens, que com coragem e confiança têm lutado e resistido, a partir dos locais de trabalho, pelo aumento dos salários, em defesa do emprego, contra a precariedade e pelo emprego com direitos.

Os impactos sociais e sanitários do surto epidémico da covid-19 exigem do governo uma resposta que vá ao fundo da questão e que impeça o aproveitamento que já está em curso para aprofundar a exploração e o ataque aos direitos e liberdades.

Por isso, os jovens trabalhadores presentes exigem:

A proibição dos despedimentos e a defesa do emprego seguro e com direitos

Aumento geral dos salários em 90€ e do salário mínimo nacional para 850€

O fim da precariedade – para que a um posto de trabalho permanente corresponda um trabalhador com vínculo efectivo

O fim dos horários desregulados e o horário de 35h para todos sem perda de retribuição

A efectivação dos nossos direitos, nomeadamente de maternidade, paternidade e de trabalhador-estudante

A revogação das normas gravosas do Código do Trabalho, nomeadamente o período experimental alargado para 180 dias para trabalhadores à procura do primeiro emprego e a reposição do tratamento mais favorável ao trabalhador

O reforço do investimento nos serviços públicos, nomeadamente no SNS

Condições de saúde e segurança nos locais de trabalho e transportes

Os Jovens trabalhadores assumem aqui intensificar a luta nas empresas e locais de trabalho, por melhores condições de vida e de trabalho, pelas reivindicações específicas e gerais.

Assumimos trabalhar para sindicalizar e organizar nos sindicatos de classe da CGTP-IN.

Construiremos assim uma grande jornada de luta no 1º de Maio, dia do trabalhador, com a força e a vitalidade da juventude!

Com coragem e confiança!

Lutamos pelos nossos direitos!

Vídeos da manifestação

UMA GREVE DE GRANDE DIGNIDADE

Foram 40 horas ininterruptas em greve.

IMG_0981

Os trabalhadores da SANTOS BAROSA, homens e mulheres, demonstraram o significado da palavra dignidade através da sua atitude firme e da sua inabalável unidade numa greve que ficará na memória dos que a viveram e presenciaram.

Bem tentou a Administração convencê-los, nas semanas anteriores, de que não havia nada a fazer; que o Grupo Vidrala, que detém a empresa, já tinha decidido que o aumento era de 0,5% e mais nada; que por mais greves que fizessem, nada mudaria.

Quanto mais ameaçados foram, mais convictos ficaram da razão que tinham para seguir em frente e lutar pelas suas justas reivindicações.

Falamos de operários e operárias jovens, com idades entre os trinta e os quarenta anos. Uma nova geração que veio substituir os antigos operários vidreiros desta fábrica, muitos deles forjados na luta desde os tempos do fascismo.

Estes homens e mulheres fizeram greve, muitos deles pela primeira vez, e na faixa que pintaram: UNIDOS VENCEREMOS, traçaram o rumo do futuro, pela defesa do trabalho com direitos, pela conquista de melhores salários e horários, pela valorização de quem trabalha.

Valorização, essa, que nunca foi dada. Foi e será sempre conquistada e defendida. É por aqui que a luta continua!

Zoo de Lisboa – Despedimentos põem em causa o bem estar dos animais

Devido à perda de receitas, o Jardim zoológico de Lisboa deu início a uma série de despedimentos de trabalhadores como primeira opção para contenção de despesa.

O bem-estar dos animais pode estar a ser negligenciado.

zoo-dest

Apesar de garantir estar “apenas” a rescindir vínculos laborais por mútuo acordo, a administração do Jardim zoológico de Lisboa tem, desde o primeiro dia, pressionado os Trabalhadores para que aceitem abdicar do seu posto de Trabalho, sob pena de serem “despedidos de outra forma.”

Alguns destes Trabalhadores têm décadas de experiência no tratamento destes animais, a quem se afeiçoaram e com quem os próprios animais criaram laços de afinidade que demoram anos a ser criados. Por este motivo, o SINTAB alerta para as más condições  “sociais” que muitos destes animais passarão a enfrentar, transformando a sua vida de cativeiro numa situação ainda mais penosa.

A isto acresce ainda o facto de esta não ser uma profissão onde abundam sítios para trabalhar, pelo que esta situação remete os trabalhadores para uma situação de extrema dificuldade em voltar a arranjar trabalho.

GREVE NA EMPRESA VIDREIRA SANTOS BAROSA

Os operários vidreiros da empresa Santos Barosa, na Marinha Grande, decidiram avançar para a greve nos dias 22, 23 e 24 de Março, face à recusa negocial patronal e à imposição de 0,5% nos salários.

image7

Colocados no “coração” para trabalhar e depois tratados com os “pés” quando chega a altura de os aumentar, a atitude demonstrada pela Administração indignou todos os trabalhadores, que têm dado o seu melhor na manutenção da produção e no funcionamento normal da empresa ao longo de todo o período da pandemia.

  image6

A greve convocada pela FEVICCOM e pelo STIV – Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Vidreira, tem como objectivos o aumento digno dos salários, a valorização do subsídio de laboração contínua, a redução do horário de trabalho para as 35 horas semanais e outras melhorias nas condições de trabalho.

O primeiro turno iniciou a greve às 21h00 desta segunda-feira, com uma adesão de 99% e com paragem de todas as máquinas. 

image5 image1

image4 image3

Nota de imprensa da FEVICCOM/STIV

Nota de Imprensa – Greve na Santos Barosa – Arranca em Força

Jovens trabalhadores vão sair à rua dia 25 Março

25 Março Jovens trabalhadoresA USDE/CGTP-IN em conjunto com os sindicatos irão desde hoje estar nos locais de trabalho do sector público e privado a esclarecer e mobilizar os jovens trabalhadores, porque este precisam de emprego estável e com direitos.

Por isso, no próximo dia 25 de Março, vão sair à rua e participar na Manifestação em Lisboa pelas 15H, com coragem e confiança para lutar pelos direitos de todos, garantindo assim a USDE transporte organizado a todos os que queriam do distrito participar. Continuar a ler

PENICHE – Na ESIP, mais vinte Trabalhadores passam a efetivos

Na ESIP, European Seafood Investiments Lda, em Peniche, mais vinte trabalhadores deixaram de ter vínculos precários e foram integrados nos quadros efetivos da empresa.

foto: Gazeta das Caldas

foto: Gazeta das Caldas

Nesta empresa de Peniche, nos últimos anos, fruto da ação e intervenção sindical regulares, o número de Trabalhadores integrados ascende já a grandeza das centenas, mas o SINTAB considera-o, aínda, insuficiente.

O SINTAB tem estado na linha da frente do combate à precariedade na índústria alimentar, um setor que tem visto os seus lucros crescer cada vez mais e teima em manter o recurso ao trabalho precário para responder a necessidades permanentes.

Num trabalho continuado de envolvência dos Trabalhadores no combate a este flagelo, que havia começado já em 2016, com o “roteiro contra a precariedade” anunciado no congresso da CGTP-IN, mas que o SINTAB tem dado continuidade, estes vinte Trabalhadores somam-se às centenas de outros que, na área da agricultura, alimentação, bebidas e tabaco, viram recentemente alterado o seu paradigma profissional e social e, consequentemente, familiar, pelo sucesso da luta.

O SINTAB continuará a assumir o compromisso de luta contra a precariedade como um dos principais pilares da ação sindical.

De norte a sul do país, o SINTAB na luta das mulheres trabalhadoras.

À semelhança de anos anteriores, a evocação da luta pela igualdade das mulheres trabalhadoras foi feita com elas mesmas, nos postos de trabalho de norte a sul do país.

Apesar das dificuldades impostas por layoffs, teletrabalho, etc, que impossibilitaram o contacto com muitas das mulheres trabalhadoras dos setores da agricultura, alimentação, bebidas e tabaco, é ali que gostamos de estar, sentindo o pulsar e a dinâmica do espírito reivindicativo das “nossas” Trabalhadoras.

Um pouco por todo o país, discutiu-se a penosidade a que, em cada posto de trabalho, as mulheres estão sujeitas, unicamente pela sua condição de género. Um absurdo que é urgente combater por não ter, seja onde for, argumentação que o sustente.

VIVAM AS LUTAS DAS MULHERES TRABALHADORAS

UM DIA DE TODAS AS LUTAS, UMA LUTA DE TODOS OS DIAS!

1615401642907 1615401085949 1615401052937 1615401014756 1615400956470 1615400927496 1615400893488 158463311_958536941217533_7151647901550181555_n

IMG_20210308_172142_resized_20210308_090001156 IMG_20210308_153242_BURST001_COVER_resized_20210308_090001593 158472438_728802341141283_8973291201615979689_n 158816251_2665695880242739_2084965459567940918_n 158651595_538827793745514_3199768941918912300_n

Vale a pena lutar

Combate à precariedadeA empresa Gestamp em Vendas Novas viu a luta de 2 trabalhadores com vínculos precários, que tinham sido despedidos em 2019, culminar na sua reintegração nos quadros com vínculos efetivos ou indeminização.

Estes 2 trabalhadores um com 6 anos de antiguidade e outro com 2 anos e meio foram despedidos ilicitamente pela empresa em 2019. O combate aos vínculos precários é uma luta de sempre do SITE Sul nesta empresa, onde o Sindicato tem afirmado a ilegalidade dos contratos de trabalho temporário para o desempenho de funções permanentes. Continuar a ler