Arquivos de 24 de Setembro de 2013

Contra o Roubo das Pensões

20130924_reformadosA 25 de Setembro os reformados e aposentados de todos os sectores vão cerrar fileiras contra medidas que representam a maior regressão social do nosso país desde a conquista da democracia. A Inter-Reformados de Lisboa e a Inter-Reformados de Setúbal realizam uma pré-concentração no Largo do Chiado, às 14:00 horas, de onde partem em desfile ao encontro dos aposentados da administração Pública.

Acção Nacional de Luta

19OUT2013_300Pelo aumento digno dos salários, repondo o poder de compra aos trabalhadores!

Pelo emprego com direitos, acabando com os mecanismos de bloqueio à negociação da contratação colectiva!

Por um Serviço Nacional de Saúde eficaz e de todos!

Pela sustentabilidade da Segurança Social!

Pelo direito à escola pública!

Pela demissão do Governo e convocação de eleições, devolvendo ao povo o poder de decidir sobre o seu presente e futuro, viabilizando uma política alternativa que valorize o trabalho e dignifique os trabalhadores!

Participa nesta GRANDE ACÇÃO NACIONAL DE LUA convocada pela CGTP-IN dia 19 de Outubro!

Com o teu voto derruba a política de direita!

votoDia 29 de Setembro de 2013, vão realizar-se eleições para as autarquias a nível nacional.

Estas eleições são de extrema importância para o povo português porque é através do poder local democrático (Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia) que o povo pode também intervir organizadamente no desenvolvimento e progresso dos seus concelhos e regiões onde habita.

Se não fosse a instauração do poder local democrático que o 25 de Abril criou, o atraso, social, politico e económico nas regiões e nas populações seriam hoje maiores, porque mais abandonadas, mais esquecidas, mais isoladas e desertificadas estariam.

Ler mais

Trabalhar com Direitos, Reivindicar e Lutar!

A contratação coletiva é um direito que foi conquistado pelos trabalhadores e é de capital importância, porque é através deste que os trabalhadores conseguem melhorar as suas condições de trabalho e de vida.

Na verdade é na contratação coletiva que os trabalhadores intervêm diretamente na negociação de direitos fundamentais que têm que ver com a organização e os tempos de trabalho; na designação, perfis e carreira profissional; regulamentação de direitos pecuniários diversos; atualização anual dos salários, etc; em suma, estas e outras matérias que contribuem decisivamente para valorizar o trabalho e dignificar os trabalhadores.

Também as reivindicações especificas de empresa são um complemento fundamental à contratação coletiva bem como um fator determinante na resolução dos problemas concretos que afetam os trabalhadores.

Ler mais